Nosso Blog

Nossos Últimos Posts
Os erros mais comuns na decoração de salas

Os erros mais comuns na decoração de salas

Móveis grandes em lugares pequenos. Tapetes bem menores do que o espaço. Esses são apenas dois dos erros que podem acontecer, se não tomarmos cuidado com as proporções da nossa sala de estar. Não há muitas regras para a decoração, mas há algumas boas práticas que podem ajudar a sua produção.

Lembre-se que sua sala deve refletir as suas preferências. É o lugar onde você receberá convidados que reconhecerão os seus gostos em cada detalhe.

Fotos de revistas, sites e até uma busca no Pinterest são ótimas formas de se inspirar para isso. No entanto, algumas dicas a mais sempre são bem-vindas.

Proporções

Se você vai comprar seus móveis pela internet, lembre-se de ler os tamanhos na descrição e compará-los com as medidas do ambiente, previamente feitas com uma fita métrica. Proporções são essenciais para não errar na decoração.

Simetria

Não tenha medo de experimentar. Existem milhares de ângulos e direções na sua sala para posicionar os móveis de um jeito que tenha mais a sua cara. Misture estampas, texturas, estilos, e quebre esse aspecto “endurecido” para tornar tudo mais a sua cara.

Iluminação

Há diversos pontos que podemos abordar em relação a iluminação:

Luminárias grandes

É preciso prestar atenção aos tamanhos. Luminárias grandes são ótimas para chamar atenção e trazer estilo ao ambiente. Caso não queira exagerar muito no tamanho, pense em formatos criativos e texturas mais despojadas.

Iluminação direta

A luz natural é a melhor forma de clarear o espaço, mas ela não dura o dia todo e pode não chegar na sala. Por isso, não se limite à luz direta: na falta de sol, invista em outros pontos focais com luzes de apoio e iluminação decorativa. Assim, você traz calor e conforto ao ambiente e possibilita variações de uso e cenários.

Circulação

Comprar um sofá grande demais pode prejudicar a circulação do espaço. É um elemento essencial para o conforto, então escolha o modelo certo – novamente, prestando atenção às proporções do ambiente.

Combinações

Na decoração, combinações não têm regra. Um cômodo que combina demais pode provocar sensações desagradáveis. Se o sofá é estampado, o tapete não deve ser. Seria interessante, mantê-lo mais básico, da mesma forma que você pode ter um ambiente monocromático, brincando com as nuances da cor quando optar por dar mais vida ao ambiente.

No entanto, também não precisa apostar em um único estilo. Combine o seu favorito com outros (retrô, loft, grunge, etc). Essas combinações podem deixar sua sala mais original, e única.

Objetos decorativos

Almofadas

De acordo com o nosso último artigo, as almofadas criam conforto e deixam o ambiente mais leve. O material deve ser pensado para combinar com a textura e acabamento dos móveis. Se forem pequenos, escolha as menores – se forem grandes, use várias almofadas volumosas.

Fotos

A altura ideal é de 153cm, do chão até o centro da imagem. Se tiver muitas fotos, pode fazer uma galeria na parede, em vez de ter quadros em vários lugares.

Um cuidado

Colocar muitos móveis e decorações em um ambiente é demais para o espaço e pode prejudicar o estilo. Faça um inventário do que gosta, e o que é realmente necessário para fazer tudo dar certo – inclusive escolhendo peças que cumpram mais de uma função.

Lugar da TV

A melhor localização para a TV é em uma parede vazia. Por isso, é importante não a instalar na frente ou ao lado das janelas. Já a distância entre a televisão e sofá depende do tamanho da tela. Para cômodos menores, prefira TVs de até 42 polegadas, no máximo.

Tente não posicionar a TV no centro. Ao colocá-la mais para o lado, eladeixa de ser o ponto focal do espaço e se destaca a beleza dos móveis. A prioridade tem que ser as posições dos assentos: próximos, para que a casa seja, também, um local de união.

Para não errar, a dica final: compre a televisão apenas depois de ter programado toda a ambientação da sala.

Cores

Móveis escuros com teto baixo

Esses móveis deixam a sala mais estreita e pequena, para quem vê. Com teto baixo, cadeiras e mesinhas compactas são mais adequadas, assim como poltronas e sofá de tons neutros e claros.

Sem medo

Para atualizar o espaço rapidamente, uma opção é variar nas cores. Experimente tons fortes em pequenos objetos e poucos elementos. Por exemplo: almofadas e mantas, que podem se transformar em charme sem trazer peso ao ambiente. Se influenciar nos revestimentos, o papel de parede também é uma forma de balancear.

Conforto

Um móvel bonito não quer dizer que será a combinação ideal para a casa. Verifique se o mobiliário é confortável. Senão, o risco é acabar utilizando-os raramente, acabando por se livrar deles.

Funcionalidade

Se a sua sala for retangular, você pode corrigi-la usando um armário ou uma cristaleira, já que a forma quadrada da sala é mais vantajosa e se torna mais fácil cuidar do equilíbrio do espaço.

Varandas

É comum as varandas mais antigas não serem tão bem aproveitadas por conta do tamanho. Invista em um projeto de paisagismo, tornando-a convidativa: opte por espécies de plantas resistentes, vasos bonitos e uma cadeira confortável. Isso fará da sua varanda um ambiente bem mais convidativo.

Tapete

Além das proporções, é importante saber se o tapete termina ou não antes do sofá. A sua principal função é setorizar os ambientes, por isso, o ideal é que tenha um avanço de 15 a 20cm por baixo dos móveis.

Cortinas

O ideal é que a largura da cortina seja duas vezes o tamanho da janela. Por exemplo: Se a largura da janela for de 1,5 metros, para ter uma cortina com franzimento e gomos definidos, o correto é uma cortina com 3 metros de largura. Cortinas longas são mais elegantes. A decisão de encostar no chão ou não é bem pessoal.

 

Gostou de tudo que preparamos neste post? Você pode ver mais dicas para a sua casa em nossos artigos anteriores, como os 11 erros mais comuns em reformas de apartamento, ou as últimas tendências na decoração de interiores. Mas se já leu tudo, fique atento que logo mais saem os próximos artigos no Blog da Tegra!

Author: