Nosso Blog

Nossos Últimos Posts
Dicas de iluminação para o quarto de casal

Dicas de iluminação para o quarto de casal

Morar junto tem as suas atribulações e desafios. No entanto, tudo pode melhorar quando se tem um lugar aconchegante para aproveitar os momentos a dois. Por isso, vale investir no quarto do casal. Há diversas maneiras de se criar uma atmosfera intimista e confortável nesse ambiente, e uma delas é a iluminação.

Mas acredite: isso não é tão simples quanto parece. Foi por esse motivo que separamos as melhores dicas para iluminar o quarto de casal, de forma a se encaixar com diferentes perfis.

Tipos de iluminação

Existem 6 tipos de iluminação que podem funcionar no quarto de casal, sendo as 3 primeiras as mais importantes. É necessário harmoniza-las se quer atingir o efeito desejado:

Direta

Luz direcionada para um ponto específico, de cima para baixo.

Indireta

Discreta, ideal para criar ambientes aconchegantes por iluminar uniformemente e resultar em poucas sombras. Usa o teto ou parede como rebatedor, sendo mais suave.

Natural

Feita pelo reflexo das janelas quarto adentro, geralmente decoradas por cortinas charmosas que controlam a intensidade do sol. É também o efeito ideal para quem quer decorar o local com plantas que não precisam de luz descritas em mais um artigo do blog!

Difusa

O corpo da luminária difunde a luz.

Destaque

Para quadros, por exemplo, e outros itens que precisam chamar atenção.

Efeito

Gera algum tipo de efeito visual.

Como iluminar

A iluminação precisa ser agradável e funcional, proporcionando momentos de descanso, relaxamento e bem-estar. Por isso, fatores como a temperatura de cor, a lâmpada mais adequada, proporção, qualidade, custo benefício e personalidade são essenciais na composição da obra final.

Temperatura de cor

A cor da luz é capaz de transmitir a sensação adequada ao ambiente. A luz quente ou amarela pode passar conforto em locais de descanso, por exemplo, em dormitórios e sala de estar, e a neutra e branca são ótimas para lugares que precisam de concentração, como cozinhas e estações de trabalho.

No caso do quarto de casal, o ideal seria a iluminação mais quente, pelo menos como principal. E uma alternativa à luz direta é a lâmpada embutida no teto e orientada para o armário ou cabeceira, iluminando e ampliando visualmente o quarto.

Lâmpada

É necessário levar em conta a preocupação com o ambiente, o bem-estar do casal e os gastos na conta de energia. Por isso, opção de controle de intensidade da luz se faz necessário e ideal para escolher o ponto certo para cada momento. Outra opção é investir nas lâmpadas de LED, que são econômicas.

Proporções

A iluminação deve ser sempre proporcional ao espaço. Em relação aos quartos pequenos, o ideal é ter uma luz central e difusa, evitando pendentes e iluminação embutida com abajures grandes e rebuscados. Acesse nosso post para saber mais sobre como decorar apartamentos pequenos, de Dicas & Decoração!

Qualidade e Custo Benefício

Investir na qualidade dos produtos é um dos fatores primordiais. A vida útil, o consumo de energia e a eficiência dos itens influenciam o custo benefício, e um bom projeto leva em consideração a funcionalidade e o conforto visual.

Personalidade

Ter em mente que o projeto precisa ter a personalidade daqueles que vão usufruir do espaço, usando a luz ao seu favor.